Biografia

Miguel Diniz - BiografiaNascido em Lisboa em 1985, Miguel Diniz licenciou-se em piano e também em composição em Portugal. Terminou o mestrado em composição recebendo o prémio Outstanding Achievement Prize da School of Performing and Digital Arts na Royal Holloway University of London, no Reino Unido.

Desenvolve uma intensa actividade como compositor e arranjador e o seu portfólio inclui música para solistas e ensembles em diferentes configurações vocais e instrumentais. As suas obras mais recentes incluem Requiescat para coro e quarteto de guitarras, gravada em CD em 2018 pelo Coro Autêntico sob a direcção do maestro Gonçalo Lourenço, a sua primeira ópera de câmara Multidão: II-Vera, Mar Português encomendada pelo Coro Anonymus, A Glimpse of Stars para viola, clarinete baixo e piano, gravada em 2019 nos estúdios da Abbey Road em Londres, Leonardo’s Legacy para orquestra, encomendada pelo maestro Peter Le Tissier, Sono para coro misto SATB, encomendada pela Associação Cultural Cantar Nosso para um programa dedicado a compositores Portugueses contemporâneos, e Novos Horizontes para saxofone tenor solo e banda sinfónica, encomendada por Nuno Martins e pela Banda Sinfónica da PSP. Em 2018 foi escolhido como um dos compositores em residência na galeria de arte na Royal Holloway, University of London, projecto no qual escreveu uma obra para vozes e o ensemble de gamelão Puloganti com o título Mixed Waves. No ano seguinte estreou-se a trabalhar como compositor para média com a banda sonora para a curta metragem The Starry Night, da produtora Julia Negretto, tendo escrito recentemente música para ballet virtual para o The Isolation Project.

Durante o seu primeiro trabalho como acompanhador no festival Vocalizze, Diniz começou a interessar-se por direcção, trabalhando ao longo dos últimos onze anos com diversos coros e ensembles instrumentais. Desde 2009 deu aulas em Portugal em disciplinas como piano, composição, direcção coral, coro, orquestra e grupo de música contemporânea, trabalhando com alunos com idades compreendidas entre os 5 e os 64 anos. Fazendo uso das suas capacidades de iniciativa e liderança, criou diversos ensembles no Conservatório de Música de Santarém, incluindo um coro de jovens com o qual estreou diversas obras originais escritas para o grupo, um coro de câmara dedicado quase exclusivamente a música do séc. XXI, um ensemble instrumental misto, e um grupo de música contemporânea com o qual estreou diversas obras suas e de outros compositores Portugueses, incluindo os seus alunos de composição. Na mesma escola, desenvolveu um estágio para coro e orquestra, para estudantes de todas as idades, para o qual escreveu dez medleys com duração de concerto baseados na música de artistas como Queen, Michael Jackson, Beatles, ABBA, Coldplay, Muse e Disney entre outros. Durante a sua passagem por Santarém, desenvolveu ainda grupos independentes como o Ensemble Vocal Exordium e o Coro Voar das Artes.

Actualmente está a trabalhar numa nova cantata para coro e ensemble, encomendada pela Associação Cultural Cantar Nosso. Ao mesmo tempo desenvolve o seu projecto de doutoramento sobre a utilização de movimento e luz como elementos intrínsecos na composição para coro e ensembles vocais. Fixado em Londres e com extensa experiência a trabalhar com sofware musical como Sibelius e Logic Pro X, trabalha como compositor freelance para música de concerto e música para média, enquanto mantém trabalhos em part-time como maestro e director artístico do Coro Voar das Artes em Portugal, e como professor de música na MTech em Londres e na Ars Música em Santarém.